A atuação do psicopedagogo


Enquanto campo de conhecimento, a Psicopedagogia se caracteriza por unir elementos das áreas de educação e saúde. Seu foco, como já falamos ao abordar o papel do Psicopedagogo clínico (colocar link), é o estudo dos processos de aprendizagem humana, ou seja, o Psicopedagogo Institucional está preocupado com o modo através do qual aprendemos, procurando entender padrões ou dificuldades dentro desse processo. Cabe destacar, que a Psicopedagogia não se interessa apenas nos fatores internos, mas que considera também o modo como a família, a escola e a sociedade como um todo estão relacionadas e influenciam a aprendizagem.


O trabalho realizado pelo Psicopedagogo pode ser realizado tanto na clínica, quanto na escola, ou ainda em hospitais. No primeiro caso o profissional é chamado de Psicopedagogo clínico e o trabalho tem caráter principalmente terapêutico; no segundo de Psicopedagogo institucional e a atividade tem caráter preventivo. Já a Psicopedagogia hospitalar, que é menos comum, é focada em diferentes aspectos da recuperação do paciente e a relação educacional dos mesmos.


Hoje vamos falar especificamente sobre o Psicopedagogo institucional e seu papel.


Como é o trabalho do Psicopedagogo Institucional?


Como já pontuamos, a Psicopedagogia institucional acontece nas escolas, por isso o nome institucional. Em linhas gerais, a atuação do Psicopedagogo institucional é avaliar o processo de aprendizagem do aluno, identificando possíveis dificuldades e impedindo o desenvolvimento das mesmas.


Para isso, ele atua em conjunto com a equipe escolar, já que, muitas vezes, é o professor ou pai que consegue perceber uma primeira dificuldade do aluno. Quando adicionado, o Psicopedagogo institucional irá avaliar os fatores que podem estar interferindo no processo de aprendizagem e suas causas.


E embora existam divergências entre os limites e especificidade do papel do Psicopedagogo clínico, optamos aqui por apresentar três principais visões teoricamente recorrentes sobre o papel do Psicopedagogo institucional.


A primeira delas diz que o profissional deve trabalhar como uma espécie de assessor Psicopedagógico, nesse sentido, seu papel seria o de conversar com os profissionais de uma instituição de ensino, oferecendo suporte aos mesmos e guiando-os para a construção de práticas de aprendizagem melhores e mais adequadas.


A segunda delas envolve o oferecimento de suporte pedagógico dentro do ambiente escolar, nesse caso, o foco está nos alunos. Dando um suporte nas dificuldades de aprendizagem que eles possuem.


Já terceira é relacionada aos processos de prevenção dos problemas de aprendizagem. Nesse sentido, o profissional da área atua para melhorar as condições de aprendizagem proporcionadas pela escola.


Além disso, destacamos ainda que o papel desse profissional dentro das escolas ganhou ainda mais peso com a mudança na legislação do ensino regular no sentido da inclusão, o que faz com que as crianças com necessidades educacionais especiais estejam cada vez mais presente nas salas regulares. Nesses casos, é preciso não só inserir essas crianças, o processo de inclusão envolve também a integração entre pais, professores e equipe escolar, e o trabalho do Psicopedagogo é auxiliar esses diferentes lados para que seja criado o melhor ambiente de aprendizagem possível para as crianças.


Quais os desafios?


Embora a Psicopedagogia institucional tenha conquistado bastante espaço nos últimos anos, principalmente pelo reconhecimento de seu papel preventivo, ela também encontra grandes desafios no que diz respeito à postura do educador ou da própria instituição de ensino.


Isso acontece porque, muitas vezes, as mudanças propostas pelo profissional para garantir que as crianças aprendam, encontram a resistência dos educadores na hora de serem aplicadas. Não é incomum que o professor veja a intervenção como uma crítica ao seu trabalho, ao seu modo de ensinar, quando na verdade ela é apenas um modo de trabalho pensado com base no reconhecimento de dificuldades que não são tratadas à fundo na formação pedagógica e que a especialização em Psicopedagogia permite enfrentar.


Por fim, reforçamos que o trabalho do Psicopedagogo institucional é crucial, pois, quando a criança ou adolescente têm suas dificuldades iniciais ignoradas, elas podem acabar construindo barreiras e perdendo o interesse pela escola, contextos como esse levam a problemas à necessidade de atendimento clínico.

22 visualizações

© 2019 Route Neuroaprendizagem / Desenvolvido por Kmidia

WhatssApp.png
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon