De que forma o trabalho da Consciência Fonológica interfere na Alfabetização?




Você já deve ter ouvido falar em consciência fonológica e até mesmo sobre sua associação com o processo de alfabetização, mas como exatamente o trabalho da consciência fonológica interfere no processo de alfabetização? É sobre isso que vamos falar neste texto.


O que é consciência fonológica?


A primeira coisa que interessa dizer é que quando usamos o termo consciência fonológica estamos falando de uma habilidade, ou melhor, de um conjunto de habilidades que permite que alguém entenda que o processo de divisão da fala em palavras, sílabas e fonemas. Essas divisões, por sua vez, podem ser conscientemente manipulados pelo indivíduo. Desenvolver essa habilidade é fundamental para que se aprenda a ler e escrever.


Todo o processo fonológico, na maior parte do tempo, acontece de forma inconsciente, como um pano de fundo, no momento em que estamos falando ou ouvindo alguém falar. Esse processo opera extraindo sentido do que é dito em vez de apreender apenas o som das palavras ditas, não comprometendo assim o entendimento do discurso.


Dessa forma, quando alguém consegue entender o que é dito a consciência fonológica esteve ativa, tornando o processo de comunicação eficiente. No entanto, atividades como a leitura e a aprendizagem da ortografia exigem um nível de fala metalinguística que não é natural ou facilmente apreendido.


Uma preocupação comum é com a relação entre a dificuldade com relação a consciência fonológica e a inteligência. Nesse ponto, é importante destacar que a habilidade de consciência fonológica não está fortemente relacionada à inteligência. Algumas pessoas muito inteligentes têm limitações de consciência linguística, especialmente no nível fonológico. Dessa forma, mesmo que crianças tenham dificuldades no processo de apreensão de t